sábado, 19 de dezembro de 2009

Jean-Michel Basquiat





A arte de Jean -Michel Basquiat (1960-1988), considerada como "primitivismo intelectualizado", uma tendência neo-expressionista, retrata personagens esquéleticos, rostos apavorados, edifícios, policiais, ícones negros da música e do boxe, cenas da vida urbana, além de colagens, junto a pinceladas nervosas, escritas indecifráveis, sempre com cores fortes e vibrantes em tela de grandes dimensões.
Quase sempre a figura negra está retratada em meio ao caos.




Há também uma dessacralização de ícones da história da arte.
O período mais criativo da curta vida e da carreira meteórica de Basquiat situa-se entre 1982-1985, e coincide com a amizade do artista Andy Warhol, época em que faz colagens e quadros com mensagens escritas que lembram o grafite e remetem às suas raízes africanas.
Basquiat aos 17 anos com o amigo Al Diaz começa a fazer grafites em prédios abandonados de Manhattan. "Samo" ou "Samo shit" (a mesma merda de sempre), era a assinatura deixada nas paredes...






Basquiat também formou uma banda musical chamada Grey. Com Vicent Gallo, então cantor e ator. Tocavam em clubes e participaram do filme "New York Beat Movie".
"Downtown 81" é outro filme em que Basquiat-Samo faz uma atuação marcante.













Solitário, após a morte de Warhol em 1987, exagera no consumo de drogas e em agosto de 1988 acontece a trágica morte por overdose de heroína, que põe fim à carreira brilhante do primeiro afro-americano a ter acesso à fechada cena das artes plásticas novaiorquinas e, a partir daí, marca presença nas mais importantes exposições do mundo.






Basquiat em ação: senquência fotográfica de Lee Jaffe.







Para conhecer mais sobre Basquiat:
Basquiat - Traços de uma vida. Filme de 1996 inspirado na vida do artista. Dirigido por Julian Schnabel.
Livro: Basquiat, por Leonhard Emmerling, 2003-Editora TASCHEN.

Basquiat - Traços de uma vida. Filme de 1996 inspirado na vida do artista. Dirigido por Julian Schnabel. Veja aqui:  https://www.youtube.com/watch?v=3TzyGDWiqLs

4 comentários:

  1. É. Basquiat é fantástico.
    Gosto muito da história de vida e da arte dele.

    ResponderExcluir
  2. Excelente matéria sobre um dos poucos artistas originais da pintura contemporânea. Parabéns!

    ResponderExcluir